6 dicas para decorar sua casa sem deixar

você e os pets estressados.

“A primeira coisa que fiz quando trouxe meu cachorrinho para casa foi forrar os pés das cadeiras, cobri o sofá e guardei os tapetes. Agora que ele já está crescidinho e obedecendo as regras a casa voltou ao normal. foi apenas uma fase e valeu a pena esperar!”

Os pets são bichinhos que enchem a casa com amor, diversão, alegria e fazem parte da família. Como seres vivos eles tem vontades e necessidades e a atenção e cuidados na hora de decorar a casa tem que ser redobrado, para mantê-los sempre tranquilos e confortáveis. Além de leva-los ao veterinário, comprar uma ração adequada e dar muito carinho, precisam de um lar que esteja de acordo com suas necessidades e que se sintam seguros e bem recebidos.

Dica 1: Atenção no piso!

O piso pode ser um grande vilão para os nossos amigos peludos. Quando se deparam com um piso liso e escorregadio, o esforço que eles precisam para se manterem firmes e equilibrados é enorme e esse esforço desencadeia problemas graves nas articulações dos animais, levando eles a sentirem dores e incômodos. O piso ideal para quem quer ter ou tem bichinhos em casa são aqueles mais rústicos ou anti derrapantes.

Dica 2: Escadas são um perigo…

Os animais domésticos tem estrutura óssea e muscular para transitar em ambientes pouco acidentados. Quando eles sobem e descem escadas ou pulam de alguma mobília alta, o impacto que suas vértebras absorvem é gigantesco e isso desencadeia inúmeros problemas na coluna dos bichinhos. Além de tudo, é normal vermos escadas com pisos ou revestimentos escorregadios, o que pode ser fatal para os pets.

Dica 3: Escolha a planta certa!

As plantas, folhas e flores são perigosas quando não escolhidas corretamente. Comigo ninguém pode, copo de leite, antúrio, espada de São Jorge, lírio… são plantas que causam intoxicação nos pets, podendo ser fatal em certos casos. Algumas dessas plantas são comum em casas e apartamentos por serem símbolos de crenças populares, mas não devemos por em risco a vida dos bichinhos. Antes de comprar é importante pesquisar ou perguntar para o seu veterinário se tal planta ou flor não vai fazer mal para o seu animalzinho.  

Dica 4: Escolha a tinta ou o revestimento adequado.

As paredes são objetos atrativos para cães e gatos. Imagina só chegar do passeio com seu animalzinho, com as patinhas e os pelos cheio de terra ele decide arranhar ou se esfregar na parede que você acabou de colocar um papel caríssimo… Não vai sair coisa boa disso. É importante você saber que os pets, principalmente gatos, adoram fazer essas travessuras. Seja tinta ou revestimento, precisa ser de fácil limpeza ou lavável. 

Dica 5: Diga adeus para os tapetes caríssimos. 

É importante ter cautela na escolha dos tapetes quando se tem animais de estimação em casa. Opte por tapetes sintéticos ou de sisal. O material tem que ser o mais resistente possível e que não desfie com facilidade. Até os pets se acostumarem com o local e a educação os tapetes sofrerão com as necessidades fisiológicas, invista em um tapete que seja de fácil limpeza e isso inclui também as cortinas, sofás e qualquer outro local em que eles se sintam confortáveis. 

Dica 6: Proteja aquele vaso herdado da sua bisavó…

Atente-se aos objetos de decoração ou qualquer outro que seja um risco para os bichinhos. É ideal que vasos, porcelanas, objetos que quebre com facilidade ou pontiagudos não estejam acessíveis para os animais. Pode ser que eles decidam mastigar por engano ou pular para pegar por curiosidade.

Lembre-se…

Os pets tem necessidades e personalidade própria, tem o que acaba com o sofá, ou roer os pés das mesas e cadeiras, subir nas cortinas… Somos nós que devemos nos adaptar as condições que eles exigem e não o contrário.

0 respostas

Deixe um comentário

Quer juntar-se a discussão?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *